logo
barraCinza
barraBranca

Lugares para visitar em 2014

 

Por Lauro Patzer

 

O jornal The New York Times editou uma lista de 52 lugares para visitar em 2014. A relação partiu de leitores, claro, todos com muitos carimbos em seus passaportes. “A primeira coisa que fazemos é estabelecer contato com os nossos leitores pedindo o relato de suas experiências de viagens ao exterior e também no interior dos Estados Unidos. Cada ano recebemos centenas de contribuições e as selecionamos para o ano seguinte, considerando aniversários históricos, eventos, abertura de museus, opções de transporte e fatores naturais como época e clima. Com estes parâmetros fizemos a nossa seleção de 2014”, asseguram os editores do setor  do  Reader´s Choice. 

 

Dos cinquenta e dois lugares sugeridos pelo The New York Times, transcrevo alguns: Cidade do Cabo, África do Sul; Ilhas Galápagos; cidade de Perth, Austrália; Taiwan; North Coast, Califórnia, Estados Unidos; Adis Abeba, Etiópia; Ishigaki, Japão; Laikipia Plateau, Quênia; Highlands, Islândia; Barahona, República Dominicana; Punta del Este, Uruguai; Dar es Salam, Tanzânia; Viena, Áustria; o Arquipélago de Seicheles e Umea, Suécia.  

 

Os quinze locais mencionados pela EXCLUSIVE BM são aleatórios. Não têm ordem de preferência. Por nossa vez, sujeitamos a relação dos lugares à opinião de alguns dos nossos leitores.

A programadora analista da SISPRO Cíntia Isabel Bagatini, leitora da EXCLUSIVE, escolheu três lugares dos quinze selecionados pela redação, justificando cada opção: “Viena, Áustria, porque já foi escolhida diversas vezes como a melhor cidade do mundo para se viver e não deixa de fazer parte do meu passado, pois a região de Trento (Itália - de onde meus antepassados vieram) já pertenceu à Áustria, o que me faz ter uma identidade também com este povo. Arquipélago de Seicheles por ter visto Lagoa Azul tantas vezes na minha adolescência, por me insuflar uma maravilhosa sensação de liberdade e poesia num mundo primitivo que se parece com um paraíso. Este lugar faz parte dos meus sonhos.  Punta del Este, Uruguai, porque tudo fica num único lugar: praias calmas e agitadas, várias opções de restaurantes, lojas  de grifes e cassinos; enfim, uma ótima infraestrutura aliada a suas belezas naturais”, finaliza Cíntia.

Renato Osorio, guitarrista e produtor musical da banda de rock Hibria e participante no Rock in Rio 2013, dos quinze locais sugeridos pela EXCLUSIVE, escolheu três relacionados com o rock: “Taiwan, o país oriental onde o rock se encontra em ascendência e onde os CDs da nossa banda têm mercado. A Califórnia, Estado Unidos, por ser o berço das grandes bandas do heavy metal dos anos 80, que me inspiraram na minha adolescência, além de estarem ali as mais conceituadas escolas de música voltadas à guitarra. Minha terceira opção é a Suécia, a qual, como os demais países escandinavos, tem uma presença de rock muito forte com suas bandas locais. Umea é a casa da banda de heavy metal Meshuggah, que foi marcada pela revista Rolling Stone como "uma das dez bandas metaleiras ​​mais importantes”. Lá se encontram também as bandas locais como Cult of Luna, Hollow, Persuader e Nocturnal Rites. Particularmente, no entanto, sobreponho no meu interesse de conhecer a Suécia por ser a terra natal do guitarrista Yngwie Malmsteen, cantor, compositor, produtor e executor de vários outros instrumentos. Eu me espelho muito nele. Ele é uma legenda do rock na Suécia e no mundo. Meu sonho é fazer shows com o Hibria por aquele país,” justifica Renato Osório as suas três preferências.

Arno Bayer, doutor em Ciência da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Salamanca, Espanha, e professor pesquisador do Mestrado e Doutorado da Universidade Luterana do Brasil, destacou na sua primeira preferência a cidade de Umea, na Suécia. Ele lembra que a cidade é também conhecida pelo nome de Bétula. Escolheu-a por ser a cidade eleita como uma das capitais europeias da cultura em 2014, posição compartilhada com Riga na Letônia. Em segundo lugar vem o Arquipélago de Galápagos. “É uma parte do mundo de muita biodiversidade, que fascinou Charles Darwin. É uma das mais importantes reservas naturais. Desde a visita de Darwin é considerado o principal laboratório vivo de biologia da Terra”, explica. Finaliza as opções com Viena, capital da Áustria, também conhecida como a cidade dos músicos. “Viena transpira música por todos os lados.  A historicidade dos castelos e o Palácio de Schönbrunn atraem a minha curiosidade. Não dá para esquecer o vinho verde na gastronomia local”, conclui Arno, com um passaporte cheio de viagens internacionais.

Locais e viagens fazem parte da linha editorial da revista Exclusive Brasil Mundo, enfatizando a importância de conhecer outros lugares não somente pelo lazer, mas também pelo enriquecimento cultural que proporciona.

Eu escolheria Viena, capital da Áustria, pela sua ordem, limpeza e segurança sem esquecer da sua característica capital mundial da música erudita. No entanto, a maior identidade com Viena, para mim, é a valsa Danúbio Azul. Esta valsa com seus acordes esplendorosos, cheios de magia e romantismo, constituem o seu símbolo maior.

Arquipélago de Galápagos pela sua peculiaridade geográfica de isolamento. Destacado também pela histórica visita de Darwin em 1835, que ficou fascinado pela biodiversidade e de animais nunca antes vistos. O lugar serviu como impulso para escrever a sua principal obra: “A Origem das Espécies”.  

 

Áustria - Suécia - Turismo - Viagens

institucional anuncie contato