logo
barraCinza
barraBranca

Hotel Domaine de Bayeux

 

THEMIS PEREIRA DE SOUZA VIANNA ENTREVISTA E OPINA SOBRE HOTEL DOMAINE DE BAYEUX  -  NORMANDIA, FRANÇA

 

 

A cultura da preservação 

 

A Europa é um exemplo para o mundo no tocante a preservação de suas antigas construções. Um prédio que data de 1791, mandado construir por uma família nobre, do conde Begue Germiny, que fugiu de Paris por causa da revolução em andamento, tornou-se, 224 após, em hotel de luxo em Bayeux, na Normandia.

Sua fachada original foi inteiramente preservada. O hotel recebe agora uma clientela internacional em cinco suítes renovadas.

 

O barroco presente no mobiliário

 

O estilo barroco faz reviver um tempo maravilhoso de elegância. É um convite ao esplendor das grandes monarquias, da nobreza, da arte e do gosto ao belo. Uma voz corrente sedimentou o barroco como o ápice da moda. 

A mobília do Domaine de Bayeux foi meticulosamente estilizada no barroco, com peças artesanais folhadas a ouro, que não deixam quebrar o encanto dessa arte mobiliária secular.

Todas as suítes têm vista para o jardim amplo, silencioso, ladeado de um pequeno bosque com uma trilha de saída.

A pequena sala do café matinal tem o destaque de uma grande lareira cuja parte externa é de madeira esculpida ornamentado, obra-prima de um artesão do início do século XVIII. É acessível em todos os momentos aos clientes para servirem de chá e café.

Um café matinal bastante complento numa elegante sala aguarda o cliente do Domaine

 

Domaine de Bayeux

 

O pequeno, mas belo e requintado hotel, situa-se no centro da cidade de Bayeux, próximo à Notre-Dame Cathedral, à praça Charles De Gaulle, onde o general fez o seu célebre discurso de libertação e próximo aos principais restaurantes da cozinha francesa. 

A equipe da Exclusive Brasil Mundo teve o privilégio de hospedar-se e, por conseguinte, pode certificar por experiência própria o ambiente e os bons serviços prestados pela casa. Desta feita, não só elogia, mas recomenda o hotel aos seus leitores. Principalmente, aos que pretendem visitar os lugares das batalhas da Normandia. A localização é excelente. Bayeux fica a poucos quilômetros das cinco praias do desembarque do Dia D. Fica próxima aos principais cemitérios internacionais e aos principais museus. As estradas são excelentes para qualquer direção, todas integradas com o GPS. 

A preservação do clássico com o dourado na decoração dos móveis

 

O conforto com leitos amplos, tudo em estilo clássico

A modernidade no seu interior não está ausente, oferecendo ao seu cliente conforto e sofisticação

Detalhes de arte na escada tanto no madeiramento quanto no quadro do espelho 

À direita vista parcial da madeira finamente esculpida que ornamena a lareira na sala das refeições 

 

Uma impecável jardinagem aos fundos do hotel

 

Mireille Bajum, proprietária do hotel concedendo a entrevista à jornalista Themis

 

 

Themis entrevista a Madame Mireille Bajum

 

Mesmo muito ocupada, Madame Bajum, como é tratada pelos seus funcionários, ela não se esquivou de abrir uma pausa em sua atividade para a entrevista.

 

Themis perguntou sobre o perfil dos clientes. Madame Bajum, comentou que o tipo de cliente do hotel é um tipo especial. De forma geral é aquele que se interessa visitar a região com interesse histórico, o que Bayeux e a Normandia têm em abundância – observou, lembrando a região tem sua raiz desde o Império Romano, passando pelos wikings, celtas, bretões, Guerra dos Cem Anos. Nada, porém, comparando com a proximidade das praias de desembarque do Dia D. Cada ano, com atrações específicas, acrescidas com dezenas de locais para visitar, como museus, memoriais, cemitérios de soldados de várias nações e desfiles alegóricos com a participação da própria população, o Dia D é a âncora turística da região.

Memorial das batalhas na Normandia próximo ao hotel em Bayeux

 

Ao ser interrogada sobre o país de onde procede a maioria dos seus clientes, respondeu sem pensar muito: Estados Unidos.

Complementou –  o americano além de gostar da história de guerras, está particularmente interessado em hospedar-se por causa da proximidade do Cemitière Americáin, bem próximo dali. É um dos cemitérios de guerra mais visitados na França, porque, além de tudo, dispõe de um memorial moderno, digitalizado, com informações instantâneas, acrescido, ainda, de ser um imenso jardim arborizado com canto de pássaros e estar encostado na praia de Omaha, local da maior batalha.

A proprietária destacou a vinda de uma hóspede ilustre, nada mais que a neta do general Dwight D. Eisenhower, que fora o comandante supremo dos Aliados na Segunda Guerra Mundial e, posteriormente, presidente dos Estados Unidos. Susan Eisenhower é escritora e especializada em segurança internacional, política espacial e política energética. Ainda, consultora de 500 empresas de grande porte. Ela simboliza o perfil do cliente que não vem apenas para turismo, mas em busca da memória histórica.

Madame Bajum enfatizou – os meus clientes são aqueles que gostam do antigo e do clássico, prédios centenares, locais silenciosos e inspiradores, cidades calmas, que muitos chamam de fantasmas. O perfil deles não é o da urbanidade agitada. Nesse sentido, tanto a Normandia, a cidade de Bayeux e o meu hotel vão ao seu encontro. Meus clientes querem sossego. E isso, tanto o hotel como a cidade oferece, 

- Quais são os seus planos para o hotel? - perguntou Themis.

Talvez, já habituada à pergunta, Madame Bajum respondeu prontamente: - Quero continuar a aperfeiçoá-lo. Trata-se de um imóvel muito antigo, que necessita permanentes cuidados na sua fachada. O prédio não pode perder a sua originalidade. O clássico precisa ser preservado, pois é esse estilo que vendo aos meus clientes. Como havia dito antes, a grande maioria dos meus clientes são pessoas interessadas em cultura e história. E, hoje, na França e na Europa em geral, trabalha-se muito com o conceito de Turismo de Memória. 

No final da entrevista, Themis deu-lhe dois volumes de seus livros e três números da revista EXCLUSIVE Brasil Mundo. Destacou o papel da empresa no Brasil e a sua busca de internacionalização, principalmente, os seus contatos com a França. falou também que viajou com a sua equipe, mais uma vez, à França para executar várias tarefas. A primeira, percorrer os principais locais das batalhas do Dia D, para complementar alguns trajetos já visitados no ano passado. Tudo com o intuito de concluir o seu livro com a melhor originalidade e fundamentação possíveis. Desta vez, com um foco específico dos locais absolutamente necessários ao texto em redação. 

Após, ambas dirigiram-se aos fundos do hotel, onde o verde de um amplo jardim complementa o conforto aos clientes, para mais registros fotográficos. Dona Mireille fez questão de mostrar o seu gosto de bordar, exibindo uma peça quase pronta. Destacou que Bayeux tornou-se uma referência mundial desse hábito, por causa da histórica tapeçaria, tombada como patrimônio cultural da humanidade.

Como chegar ao Domaine de Bayeux

Um dos principais acessos  ao hotel para quem loca um carro é a rodovia D 572, que se conecta com N 23, D 613 e D 6. Quem prefere vir de trem, e, diga-se, um extraordinário e confortável meio de transporte na França, fica bem fácil. A estação ferroviária não fica longe. 

 

Parecer sobre o hotel

 

A civilização europeia e, diga-se, a França está fundamentada sobre a organização, a ordem, a responsabilidade e a preservação dos valores clássicos. Tais valores deram origem a um tipo humano que pode ser chamado de intelectual e comprometido com o dever. Esse espírito encontramos na Madame Mireille Bajum. Podemos afirmar que ela encarna a referida constelação de valores. Por definição, o seu hotel é um reflexo direto de sua pessoa. A valorização do barroco, a responsabilidade com os seus clientes, a preocupação constante em oferecer o melhor aos seus hóspedes faz do hotel Domaine de Bayuex um local recomendado para todas as idades. 

Com certeza, são essas credenciais que fizeram Dan Fichtie, um hóspede da Califórnia, afirmar que desde a primeira vez que se valeu do hotel, tornou-se um cliente cativo tanto pelo aconchego do quarto quanto pelo modo afável como foi tratado. Todos os anos, ao retornar ao hotel,  ele solicita o mesmo quarto.

Como líder da minha equipe, concordo com o Dan. O certo é que retornaremos.

França - Hotéis de Luxo - Turismo - Viagens

institucional anuncie contato