logo
barraCinza
barraBranca

Campeões Mundiais - Atitude

Por Lauro Patzer

 

 

O lugar mais elevado cobiçado por todos os jogadores do mundo

 

Atitude

Em Santa Cruz Cabrália, Bahia, torcedores não paravam de berrar. Não era Vasco, Flamengo ou Seleção Brasileira que estavam na tela da TV. Era a Alemanha em campo. Os moradores adotaram esta seleção, graças ao entrosamento com os atletas que fizeram da pequena localidade a sua sede no Brasil. Longe de serem altivos, sisudos, eles davam atenção às pessoas do lugarejo. Visitavam centros comunitários, participavam das festinhas, distribuíam presentes e adotaram uma escola por quatro anos. "O que os alemães fizeram por nós não tem preço", comentou uma artesã local ao jornalista Ricardo Palmeira.

Foi por aí que os alemães conquistaram a simpatia da população. Por outro lado, os argentinos zombaram dos brasileiros, colocando-os em ridículo diante da sua desgraça em campo. Maradona, como de costume, chamou Pelé e Beckenbauer de idiotas. Muito diferente ao ídolo argentino, Lucas Podolski, jogador reserva, declarou depois da goleada do 7 a 1: “O mundo do futebol deve muito ao futebol brasileiro, que é e sempre será o país do futebol.”

Dois comportamentos opostos. Os brasileiros notaram a diferença e vestiram a camiseta da Alemanha. No Maracanã contrabalançaram o grande público argentino, vibraram com o gol de Mário Götze e confraternizaram a conquista da Copa do Mundo pelos europeus.

Mário Götze, 22 aos, autor do gol do título

Angela Merkel celebra o título com os jogadores

 

A filosofia de um povo

O futebol na Alemanha não é mais um simples esporte. Faz parte de um projeto que atinge todo o país. Há seleções periódicas entre crianças candidatas. Quando aprovadas ganham uma bolsa integral em centros de treinamento. As prioridades são: estudo, responsabilidade, respeito e dedicação. A frequência às aulas durante a manhã é obrigatória até a conclusão do segundo grau. Às tardes são dedicadas ao aprimoramento físico e ao treinamento técnico e tático. O projeto existe há dez anos e se reflete nos estádios sempre lotados.

Götze comemorando o título 

 

A quarta estrela

Esta foi uma Copa do Mundo onde a imprensa fechou com o consenso da Alemanha ter sido merecedora do título.  A quarta estrela é justificada com a bola na rede: 18 gols marcados e apenas quatro sofridos. Um belo saldo.

 

Torcida alemã vibrando com a conquista da quarta estrela

 

 

Torcedores especiais

 

 

Crédito das fotos: Die Welt, Zeit, Stern, Bild, Spiegel

Copa do Mundo - Futebol - Seleção da Alemanha

institucional anuncie contato